Menu
 
Facebook Twitter Pintarest
Headline story title

visite nosso site | entre em contato

image

QUAL É O PERFIL DA ORGANIZAÇÃO "CERTA" NA GESTÃO EMPRESARIAL?

 

Uma Gestão Empresarial de valor, que visa engajar os stakeholders (colaborador, cliente, fornecedor, comunidade e investidor) nos destinos das organizações, precisa se relacionar com eles.

Podemos encarar a palavra ‘valor’ de várias formas. Sugiro aqui ver a questão da criação de valor nas cinco dimensões dos stakeholders da empresa, no sentido de atender os seus desejos e suas expectativas.

A empresa que não interage com seus públicos de interesse torna-se uma instituição isolada, estanque e estéril.

Uma vez incorporado o hábito de se relacionar, vem a pergunta: o que realmente diferencia a organização da concorrência para ser preferida como opção de fazer negócio com ela? Sabemos como somos vistos quanto aos benefícios diferenciados que oferecemos? O que fazemos melhor ou diferente da nossa concorrência direta? O que fazemos de difícil para ser copiado?

As respostas levam à identificação da vantagem competitiva (ou não) da organização.

A vantagem competitiva precisa ser traduzida em competências essências (core competences), ou seja, em práticas, pessoas, processos e tecnologias que, no seu conjunto, geram benefícios diferenciados, de difícil “clonagem”, para os stakeholders.

Um exercício exigente onde recomendo o envolvimento dos gestores e a limitação a, no máximo, três competências essenciais.

Vale lembrar os direcionadores de como enxugar a estrutura organizacional, minimizar os custos e maximizar a lucratividade; ou seja, elementos que são carregados (ou não) pelo comportamento das pessoas.

Para sustentar as competências essenciais, a Gestão Empresarial deve estar voltada à informação que, por sua vez, é transformada em negócio através do trabalho de conhecimento (knowledge work); é o trabalho que se preocupa em obter novas idéias de seus stakeholders. É mais uma questão de comportamento do que o desenho organizacional orientado sempre para o aprendizado e a inovação.

ENTREVISTA DO MÊS

Débora Manso - Analista de Marketing/Comercial

Como você analisa o seu ambiente de trabalho?

R:Gosto da Softland porque aqui consigo expressar livremente as minhas idéias, consigo trabalhar com aquilo que gosto e por isso, a não ser raríssimas exceções, estou sempre de bom humor. Acredito que se fosse um ambiente tenso, sem a liberdade que tenho para criar, eu não conseguiria colocar em prática muitos projetos que temos elaborado no Marketing.

O que mais gosta de fazer profissionalmente?

R:Gosto de criar , principalmente na área web , seja fazendo um novo site, que aliás lançamos esse mês uma nova versão, ou na parte de posicionamento de pesquisas , gerenciamento de campanha no Google, Facebook e uma área que estamos planejando agora que são eventos voltados para clientes e prospects.

Como voce avalia o seu desempenho para com os clientes ?

R:Não trabalho diretamente com os clientes mas faço alguns atendimentos na área comercial e sempre quando faço , procuro dar uma solução , um andamento, uma resposta para a pessoa que me transmitiu/solicitou algo. Isso é uma orientação que temos trabalhado na empresa, sempre dar andamento, resposta, mesmo que se algo não estiver pronto, dar um posicionamento de como as coisas estão. As vezes isso pode falhar quando um processo não depende só de uma pessoa mas estamos trabalhando para que isso seja solucionado, é uma de nossas prioridades trabalhar o bom atendimento ao cliente.

Quais as maiores dificuldades que encontra no seu dia a dia.

R: Trabalhar com criação , prospecção , metas e resultados é um pouco complexo porque existem inúmeros fatores que precisam ser avaliados durante uma campanha, desde fatores sazonionais como mês que tem muitos feriados ou mês de férias até condições econômicas do mercado. Tudo precisa ser levado em consideração e mensurado para que possa ser apresentada soluções para todos os casos. Instabilidade de mercado, instabilidade emocional, porque não é todo dia que acordo inspirada (sim, isso conta na criação! ) são as minhas maiores dificuldades.

Qual dica importante que você pode deixar aos clientes sobre marketing.

R: Muitas empresas ainda não acreditam no potencial da internet. Aliás, não sei como ainda empresas podem pensar dessa forma. Hoje em dia todo mundo procura tudo pela web e eu vejo muitas empresas sem essa preocupação de ter um bom site, um bom material gráfico, uma boa apresentação de produtos. Hoje com o mercado competitivo, é certo que pequenas coisas fazem o diferencial na escolha de um fornecedor. Fazemos parte de uma cultura onde as pessoas compram pela aparência , isso é cientificamente comprovado, pode não ser uma regra geral mas é uma porcentagem altíssima que precisa ser considerada, então se as empresas puderem aliar o seu bom desempenho/produto com uma boa apresentação, certamente terão melhores resultados nas vendas.

  .

DICAS INTERESSANTES

Se você não recebe a sua nota é porque provavelmente o endereço esteja errado no site da prefeitura. Para alterar o e-mail de onde a nota deve ser enviada siga os seguintes passos:

www.nfe.prefeitura.sp.gov.br
digite CNPJ
digite (ou crie) a senha 
AMBIENTE RESTRITO
Configurações do Perfil
E-MAIL P/ RECEBIMENTO DE NFS-e

 

DO SUPORTE

O que fazer quando uma NF-e é rejeitada?

A princípio verificar o motivo de rejeição, ir emFiscal->Nota Fiscal Eletronica->Consultar NF-e
No campo Resposta do Processamento é exibido o motivo de rejeição da nota fiscal a partir daí decidir o que fazer.

PENSAMENTO

"Um homem não pode ser mais homem do que os outros, porque a liberdade é semelhantemente infinita em cada um"
Sartre

"O otimista é um tolo. O pessimista, um chato. Bom mesmo é ser um realista esperançoso."
Ariano Suassuna
 

ANIVERSARIANTES DE OUTUBRO

WELLINGTON -DESENVOLVIMENTO (14/10)

PAULO -IMPLANTAÇÃO (16/10)

Tablet

O QUE HÁ DE NOVO?

Lançamos um novo site esse mês e a lançamos também a Softland Store. Que á uma loja com módulos adicionais do sistema.

Novo site www.softlandsistemas.com.br

Loja - softland.lojaintegrada.com.br

 

CLIENTE INDICA CLIENTE

Esse mês tivemos 2 indicações de sucesso. Fábio da OM Tijolos indicou um cliente e ganhou um Tablet e Marcos da Portal do Aço também indicou e faturou uma impressora WI-FI.

Faça como os dois, indique uma empresa , se a empresa fechar conosco você escolhe um dos brindes de nossa campanha.

QUAIS FATORES MOTIVAM MAIS QUE DINHEIRO?


Respondido por Eduardo Ferraz, especialista em gestão de pessoas

Pequenas e médias empresas, na maioria dos casos, não conseguem pagar salários ou remuneração variável no mesmo patamar das grandes companhias. Esta é uma realidade comum não só no Brasil, mas no mundo todo. Entretanto, há outros fatores que podem motivar tanto ou mais que dinheiro e que podem ser muito mais utilizados, valorizados e difundidos por empresas de menor porte para atrair e reter talentos. Vamos a eles:

1. Autonomia
Empresas de menor porte podem oferecer um motivador valiosíssimo para quem tem iniciativa e responsabilidade: Autonomia para decidir. Como há poucos funcionários e pouca burocracia fica mais fácil para os colaboradores interagirem com clientes, fornecedores e parceiros comerciais, a fim de buscar melhores alternativas para o negócio e principalmente liberdade para agir.

2. Aprendizado informal
O aprendizado formal acontece com treinamentos técnicos que muitas vezes são caros e inacessíveis para quem não tem um orçamento robusto. No entanto, há muito mais oportunidades para as pessoas que gostam de aprender rapidamente, pois é mais fácil transitar em todas as áreas de uma média ou pequena empresa para conversar e assimilar conhecimentos com quem entende mais de cada assunto: contabilidade, vendas, produção, marketing e RH, por exemplo.

3. Flexibilidade
Pequenos negócios podem oferecer uma flexibilidade muito maior como jornada de trabalho variável, home-office, horário especial para estudos e até um banco de horas combinado entre as partes. Também é muito mais fácil que o colaborador mude de função em um tempo muito menor que nas grandes empresas, desde que se mostre interessado.

4. Efeito trampolim
Muitos profissionais de sucesso, começaram suas carreiras em pequenas empresas. É possível dominar todo processo do negócio em poucos anos, ganhar experiência e, se for o caso, buscar com muito mais chances um cargo em uma grande empresa ou expertise para montar o próprio negócio.

5. Autorrealização
Nos pequenos negócios é possível participar de um novo projeto desde o início e em todas as suas etapas. Quando a pessoa gosta do trabalho fica muito mais fácil se autorrealizar, pois pode acompanhar quase diariamente os resultados de seu esforço e, quando necessário, fazer ajustes e melhorias quase imediatas.

CONHEÇA NOSSA SOFTLAND STORE

Siderurgia

 

SOFTLAND SISTEMAS

 

 

Автор :
Joomla SEF URLs by Artio